Kenny G

Para acompanhar a letra clique no desenho da folha dentro do player. Para assistir os vídeos disponíveis veja se a câmera dentro do player está aparecendo e clique nela. Para ouvir as músicas na sequência original ou seja, do primeiro ao último lugar clique em Ordenação original.

Kenny G
Informação geral
Nome completo Kenneth Bruce Gorelick
Nascimento 5 de junho de 1956 (56 anos)
Origem Seattle
País  Estados Unidos
Gênero(s) Smooth jazz
Rhythm and blues
Instrumento(s) Principal:
Saxofone soprano
Secundários:
Sax alto
Saxofone tenor
Flauta
Período em atividade 1982 até atualidade
Outras ocupações Músico
Instrumentista
Compositor
Gravadora(s) Arista (1982 — 2006)
Concord Jazz (2008 —atualidade)
Página oficial

http://www.kennyg.com

http://pt.wikipedia.org/wiki/Kenny_G

Breve Histórico:

Kenneth Bruce Gorelick (Seattle, 5 de junho de 1956), mais conhecido pelo nome artístico de Kenny G, é um saxofonista estadunidense.

BIOGRAFIA 
Seu envolvimento com a música começou quando ele ainda era pequeno. Sua primeira apresentação ao vivo como profissional ocorreu nos anos 70 acompanhando Barry White. O bom desempenho o incentivou a seguir adiante, e a carreira solo se iniciou na década de 80.
Seu primeiro álbum de sucesso, Duotones (1986), atingiu o top 10 nos Estados Unidos, e mostrou as suas armas: um som instrumental com fortes pitadas de Rhythm and blues moderno, melodias românticas e sempre uma ou outra faixa com vocalistas convidados do naipe de Smokey Robinson, Peabo Bryson e Michael Bolton. Um dos grandes vendedores de discos na área instrumental, ele quebrou recordes até mesmo com seu primeiro disco natalino, Miracles: The Holiday Album (1994), por sinal seu único CD até hoje a atingir o primeiro lugar na parada de álbuns americana. Ele se apresentou ao vivo no Brasil na década de 90, com grande presença de público.
Seu som é admirado em todo o mundo por diversas culturas. Lançou diversos CDS, com músicas ecléticas, e com vários intérpretes de toda parte do mundo. É, sem dúvida, o músico instrumental mais vendido do mundo, com um número espantoso de mais de 80 milhões de discos vendidos.

Prêmios
Grammy Awards - Melhor composição instrumental: Forever in Love (1993)