Moacyr Franco

Para acompanhar a letra clique no desenho da folha dentro do player. Para assistir os vídeos disponíveis veja se a câmera dentro do player está aparecendo e clique nela. Para ouvir as músicas na sequência original ou seja, do primeiro ao último lugar clique em Ordenação original.


 

Moacyr Franco
Moacyr franco.jpg
Moacyr Franco e sua ex mulher, Daniela (foto original de Sérgio Savarese/flickr)
Informação geral
Nome completo Moacyr de Oliveira Franco
Nascimento 5 de outubro de 1936 (76 anos)
Origem ItuiutabaMinas Gerais
País Brasil Brasil
Gênero(s) marchinhabalada
Ocupação(ões) cantor, humorista
Instrumento(s) Vocal
Outras ocupações compositor, apresentador de TV, produtor

 

Breve Resumo:

Moacyr de Oliveira Franco (Ituiutaba, 5 de outubro de 1936) é um ator, cantor, compositor, autor, apresentador de TV, humorista, e político brasileiro. É filiado ao PSL.
Começou sua carreira nos anos 60 no programa Praça da Alegria. Interpretando o personagem "Mendigo", emplacou um grande sucesso ao gravar a marchinha de carnaval "Me Dá Um Dinheiro Aí". Estourou com outras músicas, como Suave é a Noite (versão de Tender is the Night), "Pelé agradece", "E tu te vais" , "Pedagio" e Eu Nunca Mais Vou Te Esquecer. Sofreu um sério acidente automobilístico na década de 70, o que lhe prejudicou a carreira. Depois do sucesso que vivenciara na primeira metade da década de 70, nunca recuperou a imensa popularidade que tinha.
Desde então lançou vários discos (fez muito sucesso com a canção Balada número sete, homenagem ao grande jogador de futebol Mané Garrincha), além de trabalhar nas principais emissoras do país apresentando, produzindo, escrevendo e atuando em diversos programas. Continua a seguir paralelamente a carreira de cantor, apresentando-se por todo o Brasil.
Em 1978 explodiu em todo o país com o sucesso "Turbilhão" (A nossa vida é um carnaval...), música mais tocada no carnaval daquele ano.
Nas décadas de 80 e 90 compôs várias músicas no gênero sertanejo, que alcançaram os primeiros lugares nas paradas, tais como: "Dia de Formatura", com Nalva Aguiar, "Seu amor ainda é tudo", "Ainda ontem chorei de saudade" e "Se eu não puder te esquecer", com João Mineiro e Marciano.
Na TV apresentou vários programas como Pequenos Brilhantes, A Mulher é um Show, Concurso de Paródias, Moacyr Franco Show e Moacyr TV, na Rede Globo (sempre tendo como redator o amigo de infância Gilberto Garcia, falecido em 1996) além de atuar nos humorísticos Meu Cunhado, ao lado de Ronald Golias, Ô… Coitado!, A Praça é Nossa (onde interpreta também o homossexual caipira Jeca Gay), SBT Palace Hotel entre outros. Participou também da versão da Rede Globo, Praça da Alegria, apresentada por Luís Carlos Miéli.
No Programa "Moacyr Franco Show", revelou vários artistas como: Isabela Garcia, Guto Franco, Carla Daniel, Nizo Neto, Rosana Garcia, sua afilhada de batismo, entre outros.

Em 2011, ganhou o Troféu Menina de Ouro de melhor atorcoadjuvante no Festival de Cinema de Paulínia por conta do personagem Delegado Justo no filme O Palhaço, de Selton Mello.
Seu filho Guto Franco fez sucesso ao ser lançado ainda criança em programas do pai, chegando a participar como ator da telenovela O Grito produzida e exibida pela TV Globo na década de 1970. Guto participou da Praça interpretando o personagem Dona Guajarina e atualmente é diretor e redator chefe do humorístico A Turma do Didi exibido pela Rede Globo aos domingos. Seu filho mais velho, Moacyr Franco Jr., é comandante dos aviões da TAM e faz voos internacionais. João Vitor, fez programa de televisão ainda novo assim como Guto, participou mais atualmente de Meu Cunhado e hoje com seu nome artístico Johnny Franco segue carreira na área musical, cantando.
 

TRABALHOS NA TV :

2010 - Uma Rosa com Amor … Velho Bento
2009 - Vende-se Um Véu de Noiva … Walter
2004 … 2006 - Meu Cunhado … Washington Cantapedra
1999 … 2000 - Ô... Coitado! … Stevie Formoso
1987/presente - A Praça é Nossa … Jeca Gay

TRABALHOS NO CINEMA :

1979/1980 - O Menino Arco-Íris - A Infância de Jesus Cristo [2]
2011 - O Palhaço … Delegado Justo

PRÊMIOS :

6 (seis) prêmios Troféu Roquette Pinto, nos anos 60.
1 (um) prêmio Troféu Imprensa de melhor cantor, em 1964.
1 (um) prêmio Troféu Menina de Ouro de melhor ator coadjuvante, em 2011.